terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

O dia 14 de Fevereiro (1)

Dia dos Namorados e de S. Valentim

S. Valentim (Lenda)

As comemorações de 14 de Fevereiro, dia de S. Valentim e dia dos namorados, têm origem em crenças de antigos cultos de tradição cristã bem como de tradição romana e pagã.
A Igreja Católica reconhece três santos com o nome Valentim, mas o santo dos namorados julga-se que viveu no século III, em Roma e morrido como mártir no ano 270.
Em 496, o Papa Gelásio reservou o dia 14 de Fevereiro ao culto de S. Valentim.
A descrição Romana é, sem dúvida, a mais espectacular e que merece a compaixão de crente:

«Valentim era um sacerdote Cristão contemporâneo do imperador Cláudio II.
Cláudio queria constituir um exército romano grande e forte; não conseguindo levar muitos romanos a alistarem-se, acreditou que tal sucedia porque os homens não se dispunham a abandonar as suas mulheres e famílias para partirem para a guerra. E a solução que encontrou foi... proibir os casamentos dos jovens! Valentim ter-se-á revoltado contra a ordem do imperador e, ajudado por S. Mário, terá casado muitos jovens em segredo. Quando foi descoberto, logo foi preso, torturado e decapitado a 14 de Fevereiro.»

A lenda tem ainda algumas variantes que acrescentam pormenores a esta história. Segundo uma delas, enquanto estava na prisão Valentim era visitado pela filha de um guarda, com quem mantinha longas conversas e de quem se tornou amigo. No dia da sua morte, 14 de Fevereiro, ter-lhe-á deixado um bilhete dizendo apenas:
«Do teu Valentim»

Continua...

Sem comentários:

Publicar um comentário