quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

FELIZ NATAL PARA TODOS !


A noite de Natal (soneto)

Oh! Noite santa e clara (inda que escura
Te vê quem mais não ergue a fantasia),
Noite que mereceste, mais que o dia,
Ver nascido Jesus da Virgem pura.

Como se não tornou logo em brandura
Tua grande aspereza, noite fria,
Vendo teu Criador que padecia
Teu frio como humana criatura?

Como vós soprais ó ventos, tanto?
Porque vos derreteis, nuvens, em água?
Tempo, que te não tornas mais sereno?

Se não sentis do Filho o tenro pranto,
Senti a dor da Mãe, senti a mágoa
De o guardar de vós com palha e feno!

Frei Diogo Bernardes




Mensagem de Natal: 

Desesperado à procura de JESUS


Desde pequenino ouço dizer
Que TU tens uma mensagem
Que se chama «Evangelho»
E que ainda não é "Boa Nova" para todos,
Incluindo eu!
Que não imitamos as crianças.
Que não sabemos repartir
E que Tu continuas a encontrar
As nossas portas... fechadas.

Se é assim, Jesus,
Vem às nossas casas
Neste Natal.
Vem à nossa terra,
Aos solitários
E aos grupos.
Vem a este cada vez mais
Desumano Mundo.
E vem em primeiro que tudo
Aos nossos corações desesperados
À procura de Ti!


Aquele Abraço

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Versos de Natal (a mensagem poética)



Ó meu Menino Jesus
Ó meu Menino tão belo,
Porque vieste nascer
Na noite do caramelo?

Porque nasceste, ó Menino
Em noite fria de Inverno?
Por livrar os pecadores,
Para os salvar do Inferno.

Ó meu Menino Jesus
Que tendes? Porque chorais?
Deu-me minha Mãe um beijo;
Choro para que me dê mais.



Bem pudera Deus nascer
Num bercinho de oiro fino;
Mas, para dar lição ao Mundo,
Foi nascer num palheirinho.

Entrai, pastores, entrai
Por estas portas abertas,
Vinde ver o Deus Menino,

Trazei-Lhe as vossas ofertas.

Do varão nasceu a vara,
Da vara nasceu a flor,
E da flor nasceu Maria,
De Maria o redentor.



Alegre-se o céu e a terra,
Cantemos com alegria,
Que já nasceu o Menino
Filho da Virgem Maria.

Pastores do monte e prado
Acordai por vosso bem,
Ide já fechar o gado
Pra  ver Jesus em Belém.

Já lá nasceu o Menino
Nas palhinhas de Belém:
Pastores, ide depressa
Ver o Menino e a Mãe.



Entrai, pastores, entrai
Por estes portais adentro,
Vinde adorar o Menino
No seu Santo nascimento.

Meia-noite já é dada,
Vinde todos, adoremos,
Vinde ver o Deus Menino,
Vinde todos e louvemos.

Linda noite a de Natal!
Que noite tão preciosa!
Nasce o Rei celestial,
Fica o Cravo ao pé da Rosa!



Não quis nascer em palácio,
Em rica e dourada cama!
Foi nascer lá em Belém
Na pobrezinha choupana.

Nela comia um boi manso
Mais uma molinha airosa;
Em cima dumas palhinhas,
Nem quis berço cor-de-rosa!

Nobre casa, nobre gente,
Escutai o tempo que é.
Vimos trazer-vos notícia
Que Jesus nascido é!



Não há festas mais alegres
Do que são as do Natal:
Cantam Anjos e Arcanjos,
Cantam todos em geral.

Já chegaram os pastores
Com seu festejo e canto,
A louvar o Deus Menino
Naquele lugar tão Santo.

Guiados por uma estrela
Já chegaram a Belém,
Onde está o Deus Menino
Que é  todo o nosso Bem.



Glória demos a Deus-Pai
E a Deus-Filho também!
Glória ao Espirito-Santo
Para todo o sempre! Amém! 

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

domingo, 14 de dezembro de 2014

"Coisas de Natal" - 1

O CHOCOLATE
(recordações de outros tempos)


quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Ornitologia nº 12 - A paixão ou frustração na "Canaricultura"


Sempre achei que para ser criador de aves é preciso ter paixão, é preciso ter uma sensibilidade enorme pelas espécies do reino animal, e muito concretamente por esta, das mais belas da Natureza.
Uma das frases que sempre me marcou e me fez ser um aficionado, foi esta do Ornitólogo Internacional ELLIOTT COMES:
- «Para mim uma ave é tão maravilhosa como uma estrela»
Mais tarde adquiri o meu primeiro livro da especialidade, o "Manual prático do passarinheiro" onde aprendi e me lancei a criar aves... em barraquito de quintal, como era normal dizer.
Fui sócio de vários clubes mas a vida não me proporcionou dar continuidade a este fascinante hobby.
Todavia, nunca me desliguei delas e gosto de todos os anos ir visitar algumas exposições, que aconselho nomeadamente a todos os principiantes, visto ser esta uma das formas em que se adquire alguns conhecimentos sobre elas, contacto com os criadores e organizações.

A ave de companhia é uma embaixatriz da Natureza na casa do Homem. 
Amá-la é protegê-la!


O Criador Solitário (rescaldo após a exposição)

Este ano, numa das exposições, tocou-me o desabafo dum criador/expositor que se dirigia a um membro da organização local, frustrado por nenhum dos seus cerca de trinta exemplares ter ganho qualquer prémio, o que achava impossível e vítima de algum... "cambalacho de júri"... pois, dizia que trouxe tantas aves para ajudar o Clube e por fim nem sequer ao menos um "mísero 3º lugar". Nunca mais cairia no erro do trabalho e nos custos, afirmava ao director.
Lembrei-me então desta velha história, tão antiga e afinal corrente nos tempos de hoje e que para mim teve sempre uma "Vertente Pedagógica" que nos arrasta para egoísmo e desilusão, ao vermos nelas uma forma de emancipação ou protagonismo, quando deveriam apenas ser a "muleta" que em grande parte do nosso tempo nos disfarça a solidão, que por isto ou por aquilo se repercute nas nossas Vidas.
Dedico com amizade e respeito àquele criador acima citado e desejo que para o ano seja mais feliz nos resultados, fruto do seu hobby, do seu trabalho a cria-las e sobretudo do Amor que lhes dedica.

História de um velho modesto criador





Aquele Abraço

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Pensamentos de Outono - 2


(escutei-o a falar com Deus em favor de ti):

Sou um vagabundo, deste mundo sou descrente
E já não tenho ideais! Mas, mesmo assim
Eu pergunto-Vos, Senhor, como pode haver gente
Que ainda me quer bem e se lembra de mim?

(quando o questionei ele disse que Deus lhe respondeu):

Procura uma mulher de juízo
Porque é aí que está o segredo
Para fazeres do teu degredo
Um … Paraíso!

(ele):
- Tal como Vós encontras-TE  a Virgem Maria, Nossa Senhora?

(Deus):
- Sim. Imita-me em tudo! E se não fores capaz, continua a ser … humilde!

Traduzido dum pergaminho Religioso de Salomão do “Antigo Testamento”


p.s. Este post não tem imagens visíveis, pois estas estão nas palavras.

domingo, 30 de novembro de 2014