terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Poema de Inverno... gelado!


E tudo se torna indefinido...

Sem comentários:

Publicar um comentário