terça-feira, 16 de março de 2010

Manifestação em Amarante contra as Barragens (2)

Barragem do Fridão - Será bom ou mau para Mondim de Basto?

Leiam esta espantosa e franca opinião do Presidente da Junta de Freguesia de Mondim de Basto, Fernando Gomes:
(...) Como um grande admirador do rio Tâmega e com a responsabilidade de um autarca, preocupo-me muito em preserva-lo e venho tentando reconquistar os antigos e nos mais jovens o hábito de frequentar e valorizar o rio Tâmega. Revolto-me quando passeio pelas margens do rio ou a praticar canoagem e vejo os plásticos pendurados pelas árvores, pneus e garrafas de plásticos no seu leito, restos de merendas nas margens, açudes destruídas, moinhos em ruínas, entre outras situações lamentáveis de assistir. Sinto tristeza por tantas pessoas terem virado costas ao rio Tâmega, abandonaram-no, “disseram que está poluído, já não é como antigamente, no meu tempo via-se o fundo do poço”. Pois é meus senhores, agora que a tal barragem que se fala há tantos anos e que agora parece ser uma realidade, diz-se, “não a barragem do Fridão!!!”. Infelizmente só quando sentimos a perda é que nos manifestamos. Revolta-me essa incapacidade e passividade em valorizarmos os nossos patrimónios, fruto de um bem-estar nosso, agravando ainda esse comodismo, quando sentimos um total vazio nos autarcas que vem gerindo este concelho durante esses intermináveis 25 anos, nunca produziram qualquer som ou gesto em prol do nosso potencial natural. Reparem no Monte Farinha, desfigurada e ninguém gritou, “Não estripem o nosso Monte!!!”. Se toda aquela ferida foi em troca de postos de trabalhos, que ao menos fosse disfarçada com a reflorestação de acordo como manda a lei das explorações de granitos.(...)

Toda a crónica: http://www.jf-mondimdebasto.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=121&Itemid=44

Nota Final

Já existem em Portugal 165 grandes barragens nas bacias hidrográficas de tantos rios. Para quê mais? Para quê destruir (fazendo submergir) tanto património e beleza natural que ainda resta?Se existem outras alternativas para a produção de energia, porquê o Governo optar só por esta?Perguntem nas escolas, explicando aos jovens do amanhã, se é isto que eles querem para o futuro!?
Pela minha parte e dos meus familiares, compreendendo agora melhor as causas negativas, no que respeita às migrações de espécies piscicolas e terrestres, à destruição da paisagem, bem como especialmente à qualidade da água que abastece as populações, associamo-nos na defesa desta causa e também aqui deixamos o "Grito de Alerta" que repetimos em conjunto durante a Manifestação: « ALTERNATIVAS? SIM! MAIS BARRAGENS? NÃO!»

Aquele Abraço

Sem comentários:

Publicar um comentário