quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Portugal a arder!



Ainda há dias comentava em "forma poética" sobre essas terras tão lindas, esses outrora meus "paraísos escondidos" por serem tão puros e intocáveis, e hoje vejo que tudo foi arrasado, tudo foi devorado pelas chamas, por ação dessas mãos criminosas, que apenas estão presas a "corpos de pedra" sem coração, sem sensibilidade e sem escrúpulos! Que Deus me perdoe, mas nestes momentos tão tristes para mim, vem sempre ao meu pensamento aquela figura de Sebastião José de Carvalho e Melo, que a meu ver, saberia ainda hoje - em praça pública! - fazer justiça de correção e ensinamento, que a breve prazo acabavam os incêndios todos. Essa "lei" à Pombal, faz hoje tanta falta!

Aquele Abraço... tão triste! 

Sem comentários:

Publicar um comentário