quarta-feira, 26 de agosto de 2015

DIA DO CÃO - 2015

Olá

Recebi uma mensagem a alertar-me que hoje é o "Dia do Cão".
Então gostas tanto de animais e não publicas nenhum post sobre o «Fiel Amigo»?

Ok. Eu até nem era para publicar este ano nada... já tinha terminado os posts. Mas...

Pronto, para este dia e concretamente este maravilhoso e amigo animal de companhia, recolhi estes poemas, sentidos e magníficos, do Abade de Jazente, que ando a ler... e aqui vai a homenagem.

Hoje o "Abraço" é muito especial para todos que possuem cães como companhia mas, acima de tudo, os estimam e nunca os abandonam!

Bem hajam!  





As palavras, ou melhor, neste caso acima descrito, os poemas/sonetos magníficos, são para quem vê este post, talvez o que mais conte, o que mais goste.
Todavia, gostava também de deixar algumas imagens, tão sentidas e impressionantes, pelo menos para mim foram, quando em Dezembro, pelo Natal de 2008, presenciei esta cena, verdadeiro testemunho da mais pura relação de Convivência/Amizade entre o homem e o cão, verdadeiro fiel amigo. Os protagonistas destas imagens que me deixaram os olhos a escorrer água, eram o "migrante" Yaroslav Tarnavskyy e o seu companheiro «Smart» do dia a dia bem como da gruta onde dormiam à noite, junto à "Casa de Deus" que os homens edificaram, o templo do Bom Jesus de Matosinhos.
Ainda recordo aquelas palavras que me puseram a chorar à frente deles, quando instado com algumas perguntas que lhe fiz, me disse:
- De meu, não tenho mais nada... só ele... o «Smart».
- À noite ele deita-se ao meu lado no chão da gruta, em cima dos cartões e já tenho menos frio! 

As fotos: 








Aquele Abraço

Sem comentários:

Publicar um comentário