sábado, 16 de julho de 2016

60 Anos da Morte do Padre Américo




«POEMA DE GAIATO»

Fui vadio na cidade,
Gaiato de tenra idade,
E um padre estendeu-me a mão!...
Depois, para desgosto meu
Aquele Santo morreu...
Mas, não no meu coração!

Aquele Abraço

Sem comentários:

Publicar um comentário