quinta-feira, 29 de outubro de 2015

A "saga" politiqueira em Portugal


... gostava de entender a atual "saga política" ou melhor, a "vã glória de mandar"!



As intervenções da maioria dos políticos que escutamos pela TV e RÁDIO nos últimos tempos, ficam quase sempre, na minha ótica, a necessitar - para os entender melhor - em 5 (cinco) advertências básicas da nossa língua, a saber:

- Falar vulgarmente com propriedade
- Fugir da proluxidade
- Não confundir razão com brevidade
- Não enfeitar com curiosidade as palavras
- Não descuidar com a confiança na afirmação

A retórica política, também já chamada de "narrativa política"para se escusar em respostas abreviadas, têm estas que ser francas e objetivas, que não confunda quem escuta, devendo obviamente serem usados vocábulos mais comuns e correntes no dia a dia dos cidadãos.

Porque assim eu poupava a paciência - que se vai esgotando - para os discursos e reportagens precedentes e não fazer OFF.

Um dia, António Aleixo ensinou que devíamos... falar só de vez em quando, porque às vezes calados dizemos mais que falando!



Aquele Abraço

Sem comentários:

Publicar um comentário