sexta-feira, 17 de outubro de 2014

A arte de mentir

(…) aprovado orçamento do estado para 2015 com os “se…se…se” o “reduz milhões de um lado e aumenta milhões do outro” etc… ficando esclarecido aos Portugueses ser este “inédito” e o "melhor" dos últimos anos.
Neste «Dia para a erradicação da pobreza» Portugal lá está na 9ª posição da Comunidade Europeia  a cair no abismo  para a “Pobreza Extrema”, já  25% da população!
À noite leio um livro e deixo esta impressionante opinião já de alguns anos, mas sempre a mesma, tão igual o ontem e hoje!

Diz o autor (Luís de Sena Esteves) e eu partilho da mesma opinião:

(o mundo do meu tempo prefere acreditar em anjos a ter que dar de cara com demónios;   
(apesar de estalarem guerras mais ou menos por todo o lado e mais ou menos todos os dias, prefere continuar a acreditar na era da “Liberdade, da Paz e dos Direitos” como se dessa era nos aproximássemos com a velocidade da luz;
(acreditas nas peles de ovelha porque te recusas a ver as orelhas do lobo mesmo a mexer e espreitar por debaixo da lã postiça;
(Se eu fosse Deus, proibiria os homens de falar e de escrever, substituiria os discursos pelos atos, traria a alma de cada um para fora da boca e pô-la-ía onde estão os olhos;)

Prevalece a “arte de mentir” mas, Deus deu-nos a inteligência para que não nos deixemos enganar!




E os animais também mentem ???



Aquele Abraço

Sem comentários:

Publicar um comentário