quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Manoel de Oliveira fez 105 anos!


Manoel Cândido Pinto de Oliveira nasceu a 11 de Dezembro de 1908 na freguesia de Cedofeita, na cidade do Porto. Tripeiro de gema, completa hoje 105 anos de idade. Conhecido no mundo do cinema como Manoel de Oliveira, ostenta o título de «Realizador mais velho do mundo no ativo».
Realizou até hoje 32 longas-metragens e por aqui não fica pois continua em franca atividade nessa fantástica arte.

                                   

Foi em 1942 que se aventurou na ficção como realizador com uma adaptação do conto “Os Meninos Milionários”, de João Rodrigues de Freitas, para filmar “Aniki-Bobó”.
Na realidade este filme, enternecedor e apaixonante, pois retratava a infância vivida por crianças na Ribeira do Porto, foi um fracasso comercial e só muito mais tarde viria a ser reconhecido como uma das melhores obras cinematográficas portuguesas.
Somos sempre assim e não damos valor na devida altura ao que é bom e positivo.
O fracasso de “Aniki-Bobó” levou inclusive o realizador a abandonar o cinema e a dedicar-se aos negócios da família, regressando mais tarde com “O Pintor e a Cidade” no ano de 1956.


"Aniki-Bóbó" é para mim o mais famoso filme deste nosso cineasta e guardo comigo um livrinho da “planificação” deste excelente trabalho e que aqui deixo alguns excertos de fotos e do conteúdo do filme.
Ao ser alvo das mais diversas homenagens, onde se realça a sua cidade natal que não o esquece, pois será inaugurada uma exposição intitulada "Manoel de Oliveira - 105 revistas", quero publicamente aqui dizer o quanto o admiro e estou grato por tudo que tem dado ao cinema português e que "Aniki-Bóbó" ficará para sempre na minha memória e de tantos que viveram infâncias semelhantes.


Parabéns, Sr. Manoel de Oliveira e receba deste humilde admirador


“Aquele Abraço”













Sem comentários:

Publicar um comentário