domingo, 4 de dezembro de 2011

HORA DO MAR


Hora de ninguém
Fechar os olhos e embarcar.

Ouvir a voz que vem
Do Mar.

Poema de Manuel Alegre

Sem comentários:

Publicar um comentário